Já inscrito ?

Testemunhos

Encontrou o seu marido, esposa ou simplesmente um(a) companheiro(a), partilhe a sua experiência com os membros do Lusomeet enviando a sua história juntamente com uma foto sobre

Jorge, já inscrito há vários meses no Lusomeet, deu o primeiro passo para contactar a Amália, que conheceu o site através de uma amiga. Foi o início de várias longas noites em branco, a trocar mensagens, para conhecerem-se melhor. Os dois adeptos da selecção nacional, o seu primeiro encontro fez-se naturalmente durante um jogo da sua equipa favorita, para o Euro 2008 .De uma paixão em comum nasceu outra :o seu mútuo amor…
Juntos desde 2009, querem casar em 2011, desejamos-lhes uma história cheia de felicidades.
Amália : « O que mais me marcou foi a nossa primeira conversa no Lusomeet que durou até muito tarde nessa noite. Jamais pensaria ter tantas afinidades com alguém por detrás de um teclado …»
Teresa e David, 27 e 29 anos começaram por trocarem mensagens no Lusomeet durante cerca de dois meses, até se encontrarem pela primeira vez. A alquimia desta relação sendo perfeita, apenas necessitaram de alguns meses para optar por uma vida à dois. Em Agosto de 2009, casaram-se em Amares, perto de Braga, a aldeia cujos pais de Teresa são originários.
Desde então, a pequena Luisa nasceu.
Teresa : « Estava muito céptica em relação à ideia de encontrar o homem da minha vida num site internet….obrigado Lusomeet… »
Daniela, 38 anos, mãe solteira e António, 44 anos, divorciado, quiseram dar a eles próprios uma segunda oportunidade no amor. O seu encontro no Lusomeet permitiu-lhes rapidamente apreciarem-se um ao outro. Após vários encontros, o seu amor sincero construi as bases de uma nova família.
Hoje, têm um magnífico projecto de alargar a família.
Daniela : « Pensava que o facto de ser mãe solteira seria um travão para reconstruir a minha vida, Lusomeet demonstrou-me o contrário… »
Antonio : « Antes de inscrever-me, pensava encontrar apenas pessoas demasiado jovens para a minha idade. De facto, todas as idades estão representadas no Lusomeet… »